Get Adobe Flash player

Obras no Elevado do Joá vai custar 10 vezes mais

A Prefeitura do Rio anunciou que o valor das obras de recuperação do Elevado do Joá, que liga São Conrado, na Zona Sul, à Barra da Tijuca, na Zona Oeste, será dez vezes maior que o divulgado inicialmente. Em entrevista à CBN, o prefeito Eduardo Paes falou que a reforma custará cerca de R$ 70 milhões, em vez dos R$ 7 milhões anunciados em dezembro.

“É uma obra grandiosa, nós vamos fazer por emergência, são seis meses de obra. E num custo elevadíssimo. Algo como R$ 70 milhões, que eu acabei de autorizar aqui, pra acabar com qualquer risco, com qualquer problema no Elevado do Joá”, disse Paes.

Em dezembro, a prefeitura anunciou que a obra custaria R$ 7 milhões e que as vigas seriam recuperadas. Mas o projeto inicial foi descartado e novas intervenções, anunciadas.

O novo projeto de recuperação prevê a instalação de 128 vigas metálicas, usadas para sustentar o elevado, a reforma das muretas e recuperação dos túneis do Joá e de São Conrado.

As obras já começaram, mas apenas no viaduto inferior. O motorista deve ficar atento. Por conta das obras haverá mudanças no trânsito, principalmente pra quem usa a pista sentido Barra.

Mudanças no trânsito

Na próxima semana, a Cet-Rio deve concluir o planejamento de trânsito para a região. Quando as obras começarem na parte superior do elevado, o trafego vai ser interrompido das 23h às 5h, de quinta a domingo.

As intervenções começaram depois de um estudo feito pela Coppe. Os engenheiros da UFRJ constataram que as estruturas em concreto armado que sustentam as pistas do elevado estão comprometidas. A Coppe recomendou à prefeitura a reconstrução do viaduto, mas o prefeito descartou a demolição e anunciou medidas emergências.

Caminhões já foram proibidos de circular na via em qualquer horário durante um ano, e a velocidade máxima na via foi reduzida de 80 para 60 km por hora.